2 de março de 2015

A Garota que Tinha Medo, de Breno Melo [Resenha #207]

A Garota que tinha medo


Sinopse: A Garota que Tinha Medo - Marina é uma jovem que faz tratamento para a síndrome do pânico. Às voltas com o ingresso na universidade, um novo romance e novas experiências, Marina tem seu primeiro ataque de pânico. Sua vida vira de cabeça para baixo no momento mais inapropriado possível e então psiquiatras e psicólogos entram em cena. Acompanhamos suas idas ao psiquiatra e ao psicólogo, o tratamento farmacológico e a psicoterapia. Ao mesmo tempo, conhecemos detalhes de sua vida amorosa e sexual, universitária e profissional, social e familiar na medida em que elas são marcadas pela síndrome. Um tema atual. Uma excelente obra tanto para conhecimento do quadro clínico como entretenimento, narrada com maestria e de uma sensibilidade notável.


Meu primeiro contato com o livro se deu através da resenha que a Alessandra Tapias publicou em seu blog, o Tô Pensando em Ler. Lá comentei o quanto o tema me era caro por ter pessoas bastante próximas a mim que já sofreram com isso, e isso, de certa forma, atraiu a atenção do autor, Breno Melo, que entrou em contato perguntando se gostaria de ler o livro. Bom, é claro que sim!

27 de fevereiro de 2015

Quem é o Autor? #7

Quem é o autor

Talvez esta etapa seja um pouco obscura, mas o livro foi lançado há não muito tempo e ganhou uma resenha positiva aqui no blog. E já sabem como funciona a brincadeira: a imagem acima forma – ou quase – o nome de uma autora.

Para participar, deixe seu palpite no formulário abaixo, ou clicando aqui.

26 de fevereiro de 2015

Dedicatórias #11 – Graffiti Moon

Graffiti Moon - Cath Crowley

Para Teresa e todos na sala, e para Esther, que o leu primeiro.

Cath Crowley, em “Graffiti Moon”.

25 de fevereiro de 2015

Vencedores do Oscar 2015 + Resultado do Bolão

Oscar Vencedores

Antes de qualquer coisa, muito obrigado!

Não imaginava que tantas pessoas participariam do bolão – foram mais de duzentas – e esta é também a razão de este resultado estar sendo postado somente hoje e não na segunda: deu muito trabalho conferir os resultados, mas valeu à pena.

E vocês não se cansam de me surpreender: o bolão propunha palpites em dezesseis categorias do Oscar, e teve participantes que acertaram quinze. Como assim, quinze? QUE TIPO DE SER HUMANO ACERTA QUINZE DE DEZESSEIS PALPITES?!

Os maiores acertadores do bolão foram:

23 de fevereiro de 2015

O Senhor das Moscas, de William Golding [#SawyerRC] [Desafio de E-books 2015] [Resenha #206]

O Senhor das Moscas - Texto


Sinopse: Um grupo de jovens é retirado de uma cidade atingida por um bombardeio atômico. Eles passam a viver numa ilha deserta do Pacífico e lá reconstituem os valores da sociedade em que viveram. Este romance é considerado a obra-prima do prêmio Nobel de 1983.


Minha (re)leitura de O Senhor das Moscas teve um duplo propósito: além de ser meu terceiro livro do Sawyer Reading Challenge, é também meu primeiro do Desafio de E-books 2015 proposto pela Sora, do Meu Jardim de Livros.

21 de fevereiro de 2015

Bolão do Oscar 2015 – Palpites

Oscar Indicados

Como combinado, hoje é dia de mostrar quais os mais votados por vocês no Bolão do Oscar 2015 e minhas apostas pessoais. Foram muitas participações, um número que sinceramente não esperava, mas assim a brincadeira fica ainda melhor.

Os mais votados – e minhas apostas – foram:

20 de fevereiro de 2015

Quem é o Autor? #6

Quem é o autor

Nova etapa do “Quem é o Autor?”, esta edição acontecerá até o dia 20 de março. O funcionamento é idêntico ao anterior, então para maiores detalhes, leia este post. A diferença aqui é que todos os palpites dados na edição interior continuam valendo para o sorteio, então ninguém perde o que já participou, mas as respostas das etapas de #1 a #5 não estão mais sendo aceitas.

Quanto ao desafio de hoje, a dificuldade é mediana. Como sempre, a imagem acima forma – ou quase – o nome de uma autora.

Deixe seu palpite no formulário abaixo, ou clicando aqui.

19 de fevereiro de 2015

Dedicatórias #10 – As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender

Ad estranhas e belas mágoas - Leslye Walton

“Para Anna, minha parceira no crime e companheira sobrevivente, que voa com suas próprias asas”.

Leslye Walton, em “As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender”.

18 de fevereiro de 2015

Já são cinco

Cinco

Não sei bem onde eu esperava que este blog estaria após cinco anos de existência, mas fico satisfeito ao ver como ele está.

Este ano estou tentando ser mais presente – estão sendo cerca de quatro postagens semanais – e este ritmo deve ser mantido por um tempo. No mais, a ordem é exigir cada vez menos e curtir mais. Enquanto ler seja algo que me dê prazer e dividir estas experiências com vocês seja algo que me satisfaça das mais variadas formas, continuarei por aqui.

E chego ao que interessa. Vocês. Muito obrigado pelo último ano. Que este seja tão bom quanto, pra todos nós.